Mães só morrem quando querem

Mães morrem
"Em geral, as mães, mais que amar os filhos, amam-se nos filhos." (Friedrich Nietzsche)

Créditos: Texto de autoria de Alexandre Pelege. Publicado no livro "Acertar é Humano (2008. Editora Matrix).

View another webinar from Amadeu Wolff

4 comentários:

  1. Meu grande amigo linda mensagem de dia das mães e ótima reflexão sobre o morrer fisicamente a mão e o permanecer sempre viva em nossas mentes pelo seu carinho, afago e aconselhamentos transmitidos a nós no seu devido tempo com muito amor!

    ResponderExcluir
  2. Olá, boa tarde!

    Incrível o texto... emocionante... minha mãe já não encontra-se mais no nosso convívio, mas hoje, sinto-a cada vez mais perto de mim. Como diz no texto, muitas vezes na vida tudo o que queremos é que a mãe "morra" mas acredito ser apenas uma necessidade de auto-afirmação e no íntimo queremos sempre tê-la por perto. Hoje que também sou mãe, reavalio diariamente o que significa esse amor tanto para as mães, como para os filhos...

    Beijos
    Lu

    ResponderExcluir
  3. O autor deste texto é ALEXANDRE PELEGI.
    Publicado no livro ACERTAR É HUMANO (2008, Editora Matrix).
    Favor dar o devido crédito.
    Aguardo resposta.
    alepelegi@gmail.com
    Obrigado,
    Alexandre Pelegi , Sao Paulo

    ResponderExcluir

Receba novas mensagens por email

Pesquisar este blog